Fique alerta: Baixa umidade do ar requer cuidados

atenção

A umidade relativa do ar em Mato Grosso, principalmente em Cuiabá e Várzea Grande, está cada vez mais baixa, atingindo uma média de 20% nestes últimos dias. Vale lembrar que o ideal para a saúde é de 60%. A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional alerta a população para evitar atividades ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas e sobre a necessidade de beber muita água.

O pneumologista pediátrico e professor do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Arlan de Azevedo Ferreira, explica que para o ar chegar até o pulmão ele precisa de uma umidade específica para ser trabalhado com a temperatura do corpo que fará com que o oxigênio chegue até o sangue.

As nossas vias aéreas funcionam como um filtro que aquece e umidifica o ar antes que ele chegue aos pulmões. Quando a umidade relativa do ambiente está muito baixa, essas vias têm dificuldade de realizar esta preparação. “As vias respiratórias são agredidas, facilitando que vírus ou poluentes entrem no pulmão. Algumas consequências podem começar a ocorrer, como sangramento nasal, maior frequência de gripes, resfriados, alergias e tosse”, relata. “Estamos em uma época que há muita perda de calor através do suor que é rico não só em água como em sal, o que pode levar ao mal estar e pressão baixa”, completa.

“A principal medida de prevenção realmente é a redução de exposição ao ambiente seco. Devemos cuidar do meio ambiente, as queimadas por exemplo pioram a qualidade do ar ainda mais”, alerta. “Toalhas úmidas e bacias de água devem ser colocadas em casa, mas precisam ser trocadas diariamente. É bom deixar claro que em nossa região praticamente não há proliferação de fungos devido à alta temperatura, por isso não é preciso se preocupar tanto em relação à toalha molhada”, descreve.

“A ingesta de líquido deve ser constante, não só de água, mas também de sucos com sódio em moderação. Porém, quem sofre de hipertensão deve evitar o sódio”, aconselha. “Use roupas leves que diminuam a sudorese”, destaca. Aquela sensação de pele seca, com aparecimento de eczemas e lábios rachados são resultado do sol e vento em excesso. Portanto, protetor solar e bonés não devem ser esquecidos.

 

Comentar: sem comentários

Junta-se: Faça um comentário